Prefeito de Tutoia não prestará depoimento hoje na CPI da Pedofilia

Juiz da Comarca de Tutoia revogou, nesta quarta-feira, a decisão que ordenava o prefeito a depor na CPI.

Paulo de Tarso Jr./Imirante
enviar imprimir
SÃO LUÍS – O depoimento do prefeito de Tutoia, Raimundo Nonato Abraão Baquil (PSDB), na CPI de Combate a Pedofilia, que seria realizado nesta quarta-feira (5), na Assembleia Legislativa não mais ocorrerá. A informação é dos advogados do prefeito, que em nota enviada ao Imirante.com, esclareceram que o gestor municipal de Tutoia não irá à CPI.


De acordo com o documento, o motivo do não comparecimento de Raimundo Nonato Abraão Baquil à CPI foi motivado porque a presidente da CPI, deputada Eliziane Gama, deu declarações “inverídicas” sobre o caso. De acordo com a nota, a deputada “fez diversos comentários e concedeu várias entrevistas divulgando que o prefeito compareceria à CPI, na data de hoje, por força de condução coercitiva determinada pelo juiz de Tutoia, fato absolutamente inverídico. A presidente da CPI, inclusive, prestou homenagens ao juiz de Tutoia por ter mandado conduzir à força o prefeito para ser ouvido na CPI, sem que isto jamais tenha existido”.


Desta forma, o juiz da Comarca de Tutoia revogou, na manhã desta quarta-feira (5), a decisão que ordenava o prefeito a depor na CPI. De acordo com a decisão do magistrado, “não cabe à CPI marcar data, local e hora para depoimento de prefeito sem que haja um agendamento prévio com o depoente”.


Por esse motivo, o prefeito Raimundo Nonato Abraão Baquil não comparecerá à sessão da CPI e “aguardará acesso aos documentos e a provocação da CPI para agendarem, em acordo, como manda a Lei, a data, o local e a hora para prestar seu depoimento”.
Share on Google Plus

About SINTESPEM Sao Domingos

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário